domingo, 26 de dezembro de 2010

Você se lembra?


Você se lembra de como costumava ser?
De quando as guerras eram de travesseiros,
E dias de chuva não eram dias perdidos, eram apenas dias molhados.
Você deve se lembrar que houve um tempo em que às segundas-feiras não eram tão mal vistas.
Que problema era tudo aquilo que seus pais poderiam resolver ou descobrir.
E certamente se lembra de perguntar quando ninguém estava por perto:
“Porque as pessoas não podem simplesmente amar uma as outras?”
Desaprendemos a rir de nós mesmos ao passo que aprendermos a rir dos outros com uma facilidade...
Você se lembra de quantas estrelas você já foi capaz de contar?
Da sensação desconfortável de já ter contado a mesma estrela mais de uma vez
E da convicção inabalável de ter conseguido contar todas?
Você se lembra de quando salvar o mundo era possível?
E você aguardava ansioso apenas crescer para poder por todos os seus planos em prática?
Às vezes fica difícil saber o que acontece entre os anos e você,
Pois quando os espelhos de hoje não refletem os sonhos de ontem,
A memória é aquela que transforma os mais belos castelos em prisão.
Você acha que lembra quando na verdade você nunca esquece,
E um dia quando todas as suas perguntas finalmente são respondidas,
Você cresce com o mundo e as lembranças crescem em você.

Luan Emilio Faustino 21/01/10 – 12:34hs

23 comentários:

  1. Você se lembra que você é o escritor mais lindo? Poxa ficou maravilhoso, e me trouxe boas recordações. "Você cresce com o mundo e as lembranças crescem em você."

    ResponderExcluir
  2. Um poema para refletir pq tudo o q vc fala é real e com palavras que desarma qualquer pessoa lendo ,eu mesma aqui fiquei com lágrimas nos olhos ,pq eu lembro quando contava estrelas e queria salvar o mundo ,tinha muitos sonhos e foi só crescer que todos foram aos poucos se destruindo .
    amei muito o poema ,um dos mais belos que já li.Parabéns Luhh
    "Pois quando os espelhos de hoje não refletem os sonhos de ontem,
    A memória é aquela que transforma os mais belos castelos em prisão"

    ResponderExcluir
  3. Ótimo , ótimo, ótimo.
    Incrível como dói - pelo menos em mim - lembrar da infância. Dói, mas é aquela dor de saudade, onde eu tinha a inocência ao meu favor, os meus sonhos doces ainda no pé. E aí que a gente cresce e desacredita em Papai Noel e ele se torna um velho bundão vestido de roupas lisinhas e vermelhas.
    Como dizia Clarice Lispector: "a criança tem a fantasia, já o adulto muitas vezes é triste e solitário." E é isso. Tinhamos a fantasia inocente como nossa guia e guru.
    Parabéns Emilio!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Muitobom , vc escreve super bem (:

    ResponderExcluir
  5. As vezes dói lembrar do passado, de como eu era inocente e de como eu era feliz, o seu poema me fez refletir sobre isso, mas por mais que seja triste, o tempo passa, temos que crescer e aprender a viver e se conformar que tudo aquilo que acreditávamos quando éramos crianças não passava de sonhos.
    Ótimo poema como sempre Luan, parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Na verdade eu ainda sou uma criança grande.
    O fato é que "Um dia quando todas as suas perguntas finalmente são respondidas" o questionário todo muda e ficamos leigos de nós mesmos novamente.

    Amei o texto. E ainda me pergunto após ler: "Porque as pessoas não podem simplesmente amar uma as outras?” Pq é que as pessoas ficam tão incapacitadas, deficientes de amor?

    ResponderExcluir
  7. Parabéns cara, tu escreve muito bem

    ResponderExcluir
  8. COMO LEMBRO!
    Aquela vontade de ser "gente grande" De ter 18 anos logo. AHSUAHS E assim que chegamos aos finalmente.. Temos nossos 18 aninhos.. pensamos melhor e decidimos que queremos ser crianças novamente! ._. Quem entende né? AHAH*

    Eu tbm amava contar estrelas *-* /Mas não podia apontar.. que nascia berruga no dedo! rs *-*

    ResponderExcluir
  9. Muito bom :D Me lembro de juntarmos uma galera, e ir todo mundo deitar na grama pra contar estrelas e histórias. Tempos que mudaram e que não voltam :/ Parabéns, ficou muito bom o texto ;D

    ResponderExcluir
  10. Luan, você recebeu o selo de qualidade.
    Veja a postagem que você entenderá:
    http://positivityalways.blogspot.com/2010/12/selo-de-qualidade.html

    ResponderExcluir
  11. Luan... não só lembro... como tento não esquecer de fazer ... ou me perguntar tudo isso e mais um pouco do que vc escreveu (e muito bem) nesse texto ...
    Coisas para não esquecer:

    Tento rir mais de mim do que das outras pessoas..
    Tento me perguntar todo dia... "Pq vc não sorriu ainda Hj ? O dia está tão lindo ! "
    Pq não atender esse cliente tão chato e mal humorado , com um belo sorriso e um caloroso Bom Dia ou Boa Tarde ...?
    Phâm vc acabou de passar por um espelho... volte e diga... como vc está linda hj !
    Aiaiai será que o mundo ainda tem solução? Sim ainda tem ... e quando acho que não... lá vem uma criança que olha e me diz : Tia onde é o banheiro? (e com um sorriso espera a resposta) ... e mudo de novo meu pensamento... sobre... se o mundo tem solução...
    Me lembro todos os dias de olhar para o céu antes de fechar a janela...para ir durmir...
    se o tempo está fechado ... tento achar imagem e bichinhos na nuvens....

    Na real...tento todos os dias ... achar nas coisas mais simples o que há de melhor ...

    Confesso que não foi sempre assim...
    mas desde o dia que comecei...
    Me sinto com a inocência de uma criança...
    Com uma paz no coração... que dá até vontade de chorar...
    com um olhar... que analisa ... com criticas (sou humana)...mas a critica não passa de um pensamento...

    não vou falar mais nada...pq se não vai ficar muito comprido.. hehehe

    Bjim Bjim da Phâm....!!!!

    e PARABÉNS...!!!!!!!!!! <3

    ResponderExcluir
  12. Muito legal esse poema , á uns dias antes do natal eu estava lembrando de quando era criança , e que ficava doido pra escrever pro papai noel , resolvi fazer uma carta , foi tão legal reviver aquele momento .. e lendo o seu poema , me fez lembrar das brincadeiras de super herói , de quando eu queria ser o lanterna verde e sair por aí combatendo o mal , rs
    achei que quando crescesse não teria problema no qual eu não pudesse resolver e que sempre haveria meus pais pra me dar colo e beijar meu dedinho machucado , mais as coisas vão ficando tão diferente néah . .
    só agradeço á você por me fazer lembrar essas coisas que são tão importantes pra mim !
    Obrigado Luan *-*

    ResponderExcluir
  13. Muito mara o poema (:
    Parabéns, você é um ótimo escritor ^^

    ResponderExcluir
  14. Luu, voce conseguiu fazer com que eu viajasse atraves das minhas lembranças...lembrar da infancia é bom, mas dá um nó na garganta, por saber que nao podemos voltar atras e reviver tudo isso... mas ao mesmo tempo, é bom saber que a gente ja viveu tudo isso ... sei lá, é aquela mistura de sentimentos, de alegria e tristeza ... saudade, na verdade ...


    "E você aguardava ansioso apenas crescer para poder por todos os seus planos em prática?
    Às vezes fica difícil saber o que acontece entre os anos e você,
    Pois quando os espelhos de hoje não refletem os sonhos de ontem,
    A memória é aquela que transforma os mais belos castelos em prisão."

    Parabens Lu, mais um poema INCRIVEL que me deixa toda cheia de orgulho aqui, por poder fazer parte da sua vida, e poder ver esse seu talento smerpe *-*

    te amo !

    ResponderExcluir
  15. Gostei.

    Tô seguindo agora.

    Dá um pulo lá no meu tbm, se puder.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  16. muito legal seu texto parabens velho...

    ResponderExcluir
  17. É simplismente encantadora essa sua semsibilidade de escrever esses textos e poemas belissimos, que as vezes retrata o que muitos de nós já vivenciamos ou vamos vivenciar, já sentimos ou ainda vamos sentir ao longo da nossa caminhada...

    Você esta de parabéns meu anjo !

    Ps: A cada dia você me encanta mais *--*

    ResponderExcluir
  18. caralho que lindo!!!
    amei...
    posso copiar?

    ResponderExcluir
  19. seus poemas, textos são is melhores, cada detalhe, cada palavra , cadasignificado faz com que eu me apaixine cade vez mais por tudd que você escreve, quando leio me faz bem, da sentido a realidade! Parabéns , @caaroltrevisan

    ResponderExcluir
  20. Saudade dos joelhos feridos sendo curados por beijos de mamãe...

    ResponderExcluir