quarta-feira, 27 de abril de 2011

Sobre fins sem começos


No fundo eu sabia que aquilo não ia dar certo, eu sabia ainda que não quisesse saber que aquela situação que nos encontrávamos, aquela que nem mesmo um nome sabíamos dar, teria um fim. E só eu sei como me doía saber, sobre essas coisas que a gente acha que sabe, mas que no fundo a gente não sabe, apenas sente. E eu queria tanto me convencer que estava errado, queria tanto encontrar em seus olhos qualquer vestígio que me fizesse perder aquela certeza, que não era tão certa, mas que era tudo o que eu tinha naquele instante. E eu juro, eu juro que não me rendi assim tão facilmente, eu fui forte e tentei de todas as formas te encaixar em meus sonhos, me adequar aos seus, eu me recusava a querer  acreditar no pior. Eu queria apenas acreditar nos momentos de felicidade, que eram tão raros porém tão intensos, eu queria poder acreditar nas promessas ainda não compridas e nos sonhos que cresciam para dentro de mim mesmo contra a minha vontade.  É... Eu  preferi achar que tudo aquilo era fruto da minha insegurança e do meu medo e que a qualquer momento algo de muito bom aconteceria feito um milagre e eu seria finalmente surpreendido. Mas a surpresa não veio... E não veio o sorriso, e se foi o a esperança, e TUDO, tudo, tudo, tudo que restou em mim foi aquela velha certeza que tão negligentemente eu ignorei.  Ahhh como me dói saber que eu sabia e fingia não saber, como me dói crer que eu poderia ter evitado todo esse envolvimento, toda essa dor. Afinal, existe loucura maior do que viver uma vida onde tudo o que você deseja é estar errado? Talvez tenha sim, talvez a minha maior loucura tenha sido acreditar que eu poderia ser feliz mesmo contra todas as evidências. Mas ao menos eu acreditei, eu vivi, eu quebrei a cara, eu sangrei, eu me P-E-R-M-I-T-I.  Eu estava consciente dos riscos, eu escolhi, eu não fui apenas conduzido por um momento ou um pseudo sentimento, eu fui trilhando os caminhos mais tortuosos guiado por essa minha convicção de que eu posso e mereço SIM ser feliz. E eu serei, se não com você com outra pessoa, se não com outro alguém, serei feliz sozinho. Sabe... Eu não queria que as coisas fossem assim, você me fez tão bem, me fez sonhar quando tudo o que eu queria era viver. E me dói no intimo imaginar o que poderíamos ser e constatar tudo aquilo que nós não somos. Me dói ver que a nossa história acabou antes mesmo de começar. Mas tudo bem, eu pego a direita hoje, você a esquerda, o caminho é longo e cheio de bifurcações, não me surpreenderia se numa delas a gente se esbarrasse de novo, desta vez, em uma situação mais favorável. Fica bem, até porque não faz sentido chorar o fim de algo que nem começou. Ai você me  pergunta com aquela carinha de filhote de cachorro que caiu da mudança: “E o que faz sentido nos terrenos dos sentimentos?”. Bom ... Nesses terrenos eu já não tenho tantas certezas, nunca tive.

“Talvez exista um fim para todo começo, mas hoje sei que não existe um começo para todo fim. Algumas coisas acabam antes mesmo de começarem”.

Luan Emilio Faustino 27/04/2011  12:28h

38 comentários:

  1. Achei maravilhoso, surpreendente, profundo...entra e toca no intimo do coração e nos faz pensar nos sentimentos mais fortes e mais louco que temos dentro de nosso ser.
    obrigado por escrever sobre nossos corações.

    ResponderExcluir
  2. você me fez chorar, e sabe disso.
    esse, sem duvidas, é um dos seus melhores textos. entra no Top 10 de melhores (pelo menos, na minha opinião).
    Tanto sentimento, tanta verdade, tanto de tudo o que todo mundo sente...
    é, senhor Luan Emilio, voce consegue me surpreender a cada dia com seus novos textos... é impressionante demais como você consegue captar os sentimentos e transforma-los em palavras, deixar todo mundo ver...

    tens minha admiração, meu orgulho e meu desejo de que se torne, cada vez mais, um sucesso hihi

    sabe que posso estar ausente da sua vida, mas nunca, NUNCA MESMO, esqueço de ti, e sempre leio o que tu escreve, mesmo quando nao comento...

    te amo.

    'de janeiro a janeiro, até o mundo acabar'

    ResponderExcluir
  3. Mesmo depois de tantas desiluzões e enganos causados em nossos corações...O melhor é saber que podemos continuar nossos caminhos, caminhos por onde trilharemos amando outro alguem ou tão somente amando-nos a nós mesmo... Parabéns Luan.

    ResponderExcluir
  4. Luan e seus Textos Maravilhosos.
    Eu gostei desse, me deu a entender como se você estivesse apaixonado por alguém e esse alguém fez com que você pensasse que fez alguma coisa de errado, e que ficou uma espécie de sentimento quando aquilo que parecia ter começado não terminou, e como você mesmo disse, nem começou.
    Muito interessante isso, Parabéns mais uma Vez ! :)

    ResponderExcluir
  5. Ahhhh! É como se eu estivesse lendo uma página da minha vida. Sinceramente, muito bom texto Luan, como sempre! :)
    Abs

    ResponderExcluir
  6. A frase final definitiva, explica em poucas palavras o que o texto quer passar.
    Texto muito bem elaborado, com ideias marcantes, alias, a verdade marcante.
    Amei esse texto, e ate agora me faz refletir sobre alguns de meus atos!
    E essa frase final... Levarei sempre comigo :D

    ResponderExcluir
  7. Me fez lembrar das minhas experiencias de amor, hehe, muito lindo, profundo, inspiração de vida!

    ResponderExcluir
  8. Verdadeiro. Infelizmente as coisas nem sempre são como a gente sonha que elas sejam. Esse texto é o grito de uma alma. É o intervalo entre o caos e o silêncio no Universo de um coração partido e vivo.
    Gosto dessas verdades cruas. Luan, você é demais!!

    ResponderExcluir
  9. Luan simplesmente amei!

    Me faz pensar que nossas vidas estão sempre passando por momentos, sentimentos e experiências altamente ligadas e parecidíssimas... Acabo de dizer uma certa frase para uma pessoa, foi ontem mesmo e foi mais ou menos assim: "como posso dizer que o que tínhamos acabou, sem ao menos ter começado? só sei que o que é nosso está guardado, não para agora, nem sei pra quando, mas para algum dia, seja esse dia quando Deus(ou o outra força) quiser".

    Sei que tudo o que passamos tem data certa para acontecer, porque a cada passo que voltamos da escada, o próximo seremos mais fortes e persistiremos para subir... Afinal é assim que nosso caráter e nossa personalidade se molda.

    Enfim, já sabe como sou sua fã...

    ResponderExcluir
  10. Sabe aquele machucado que para de sangrar, mas que a cicatriz fica ali? Faz um tempo já... Quando eu li esse texto, doeu um pouco, as lagrimas vieram nos meus olhos. De todos os textos seus que li esse foi o que mais mexeu comigo.

    No fundo eu sabia que não ia dar certo, e ainda assim eu arrisquei..."/

    O pior pra mim foi descobrir o poder que um certo sorriso tem e perder esse sorriso.

    Belo texto Luh, como sempre *-*

    ResponderExcluir
  11. 'Ahhh como me dói saber que eu sabia e fingia não saber'
    'Me dói ver que a nossa história acabou antes mesmo de começar.'
    'Algumas coisas acabam antes mesmo de começarem'
    Lú, em todos os seus textos, que são maravilhosos, esse foi o que conseguiu me fazer chorar porque descreve exatamente a situação que estou, ficou maravilhoso !

    ResponderExcluir
  12. "E me dói no intimo imaginar o que poderíamos ser e constatar tudo aquilo que nós não somos. Me dói ver que a nossa história acabou antes mesmo de começar. Mas tudo bem, eu pego a direita hoje, você a esquerda, o caminho é longo e cheio de bifurcações, não me surpreenderia se numa delas a gente se esbarrasse de novo, desta vez, em uma situação mais favorável. Fica bem, até porque não faz sentido chorar o fim de algo que nem começou. Ai você me pergunta com aquela carinha de filhote de cachorro que caiu da mudança: “E o que faz sentido nos terrenos dos sentimentos?”. Bom ... Nesses terrenos eu já não tenho tantas certezas, nunca tive."

    A isso, dá-se o nome de 'achado'.

    ResponderExcluir
  13. @lubiX
    Muito bom, eu me identifico com essa situação, e acredito que todos que tenham lido, passaram por uma momento desses.
    Eu me arrepiei lendo,isso quase nunca acontece ;O

    ResponderExcluir
  14. aawn, que lindo. *-*
    como sempre, você me fez chorar. ><
    e de novo esse texto tem muito a ver comigo, com a "história" que eu vivi, ou quase vivi...
    *-*

    ResponderExcluir
  15. Nossa tu foi profundo nesse texto.
    Não sei se certo viveu isso, mais eu acho q estou vivendo kkkkk.
    Poxa cara...alguém tem q te descobrir.
    seUS TEXTOS SUAS FRASES...me fazem para e refletir todos os dias.

    Alguém ai, dá pra olhar esse talento????
    Obrigado.

    forte abraço Luan.

    ResponderExcluir
  16. Eu realmente me identifiquei com esse texto. E nem sempre isso acontece, pra ser mais preciso raramente. Mas os textos e poemas do Emilio sempre me causam essa sensação, estranha mas boa, de que ele diz tudo o que eu gostaria de dizer. Muito provavelmente seja essa caracteristica de universalisar suas palavras e fazer com que mesmo as realidades mais opostas se tornem, não apenas acessiveis, mas nos faz sentir na pele..

    Outra coisa.. Muito provavelmente por ele ser uma mistura de poesia e prosa os textos dele tem forma, nao apenas na construção dialógica ou no lexo das construções, mas no visual propriamente dito.por exemplo -- "E não veio o sorriso, e se foi o a esperança, e TUDO, tudo, tudo, tudo que restou em mim.." E -- "Mas ao menos eu acreditei, eu vivi, eu quebrei a cara, eu sangrei, eu me P-E-R-M-I-T-I. "
    Isso nos faz ler seguindo o mesmo ritmo e dando as mesmas importancias que ELE teria dado se nos fosse ele a narrar.

    enfim, nem sempre tenho tido tempo de comentar, mas acompanho religiosamente o blog e te adoro MuitO Emilio!

    Fernando

    ResponderExcluir
  17. Muito bom!
    O seu sentimento de verdade que eu tanto amo nos seus poemas me fez fã de mais um!
    Gostei muito.

    ResponderExcluir
  18. Luan, meu Deus do céu esse texto é coisa mais linda que você escreveu em todas a trajetória que te acompanho, eu estou boquiaberta até agora, te juro por Deus.
    cada palavra tocou-=me profundamente, estou emocionado, foi incrível essa sensação, de estar no texto de sentir cada detalhe, meu Deus esse sentimento sentido foi foda.
    serio, esse momento vou levar, essa dor, essa certeza me cativo.

    Meus Parabéns, sinta-se abraçado. por isso

    ResponderExcluir
  19. Lindo Lindo Lindo!
    amei. (me pergunto - será que não estou na mesma?)

    escreva - sempre!

    ResponderExcluir
  20. Já passei por isso, e nao quero passar denovo...'' Mas sigo meu caminho, sorrindo e cantanto... Saudaaaades de conversar um bucadim com vc Emilio.... beeeijos Tom Lima

    ResponderExcluir
  21. tempinho que n comento aqui! Gostei do texto, embora confesse que o achei meio confuso no começo...mas aos poucos consegui me achar...gosto da forma como vc trata dos assuntos no campo dos sentimentos...sendo ao mesmo tempo positivo e negativo em relação aos passos dados no relacionamento, ou ainda não relacionamento...o texto casa certinho com a situação que minha irmã passou (espero q ja tenha passado) pouco tempo atrás! grande abraço! =D

    ResponderExcluir
  22. Lú Parabéns pelo texto mto lindo, vc se supera em cada texto q vc escreve!!!!!!!!!!!!!!Te adoro mto!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  23. Posso dizer que eu chorei total aqui lendo seu texto, e que você descreveu por completo minha vida amorosa atualmente?
    hahaha
    >.<

    Dói demais saber que uma história linda, que tinha turtle pra dar certo, terminou sem nem ao menos começar.
    =/
    Enfim enfim..
    Sempre tudo muito lindo aqui.

    Luan! (L)

    ResponderExcluir
  24. Sensacional! Não é um texto qualquer. É profundo, verdadeiro, realista.

    Passamos por certas incertezas que às vezes não a compreendemos. Como é difícil lidar com isso!

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  25. Lindo post :)
    sem mais palavras para comentar. é indescritível
    o importante é ir até o final...pq se paramos no caminho, nunca saberemos a qual final ele nos levaria

    ResponderExcluir
  26. Luan, querido...
    Se continuares a escrever tanto sobre minha vida, vou ter de mandar alguém para te encher de bolachas!
    Tua anda me perseguindo, rapaz?
    Lindo Texto... uma pena que tenhas razão, tem coisas que nem começam e acabam, sem ao menos entendermos o porquê.

    BeeeijO,

    @Thalita_Li

    ResponderExcluir
  27. Oi Neném. Olha eu aqui mais uma vez, com mais um de meus humildes comentários rsrs :D.

    Creio eu que muitos de nós, já estivemos nessa situação de vivenciar o fim de algo que se quer teve seu inicio. E posso garantir que dependendo deste algo, não é nada bom vivenciar este fim sem começo.
    [...] “Mas ao menos eu acreditei, eu vivi, eu quebrei a cara, eu sangrei, eu me P-E-R-M-I-T-I.”
    Muitas das vezes o sentimento de “dor” por ter quebrado a cara é bem menor ou chega a não ser nada, perto daquele sentimento horrível de continuar no NÃO. Se formos analisamos no não todos nós já estamos, porém cabe a cada um de nós escolhermos se queremos arriscar ganhar um sim (ou até mesmo a confirmação deste NÃO), ou vamos passar o resto da vida nos martirizando e tentando imaginar como seria se tivéssemos arriscado. Enfim não devemos ter tanto medo de quebrar a cara. Ps: Admiro quem consegue sair do NÃO, ignorar esse medo de arriscar e segui a vida buscando o SIM.
    Beijos, meu Querido !

    Att: Joseana Andretta

    ResponderExcluir
  28. Vai para o topo dos meus preferidos!!!!!! Um dia ainda descubro como vc consegue ser tão belo com as palavras... Maravilhosos o modo como vc envolve o leitor nas palavras... Vai passando um filminho, uma história sempre tão bela...

    "Ahhh como me dói saber que eu sabia e fingia não saber, como me dói crer que eu poderia ter evitado todo esse envolvimento, toda essa dor. " - simplesmente perfeito...

    Parabéns, lindo demais!!!
    Bjs
    Laly

    ResponderExcluir
  29. Desculpas demorar para comentar ,mas é um lindo texto ,chorei lendo ,deve ser porque estou passando por algo muito semelhante ao que o texto fala .Ameii parabéns Luh

    ResponderExcluir
  30. Mais uma vez estou impressionado com a sensibilidade e singularidade com a qual escreve.
    O que me deixa mais encantado é o quanto esse poema parece relatar o momento que vivo atualmente.
    Só que no meu caso houve um começo, uma história, parte de uma vida, antes que houvesse o doloroso fim.
    Mas a vida tem que continuar, a dor um dia passa, mas a cicatriz jamais.
    É como digo: 'Não colhemos o que plantamos, pois plantamos pequenas sementes e colhemos grandes frutos. Então cuidado com o que planta'.
    Ao ler o poema em questão tive uma outra visão do fim, me transmitiu uma certa força e esperança.
    Você tem um dom admirável, e com esse dom consegue tocar e até mesmo fortalecer ao seu próximo, como se fosse usado por Deus.
    Prometa não parar de escrever?
    Se aprimore, cresça cada vez mais.
    Que o sucesso esteja sempre contigo.

    ResponderExcluir
  31. Sempre tentamos imaginar, por mais difícil que seja, que nosso relacionamento finalmente pode dar certo, mesmo sabendo que tudo isso é em vão, mesmo assim, procuramos ouvir aquilo que nos dá certo conforto, mesmo que seja mentira.
    Cada palavra dita, não dita, aquelas que cruzaram a minha mente, sonhos vividos e não vividos, tudo isso vale pelo amor ? Sinceramente, eu não sei, às vezes é muito mais fácil dar voz a razão do que ao coração, porém é mt mais emocionante ouvir o coração. rs

    ResponderExcluir
  32. desculpa a demoora pra comentar Luan..
    vc sabe q eu amo seus textos
    e esse é mais um de seus textos lindos
    amei ler e vc é um sensacional escritor...

    ResponderExcluir
  33. SIMPLESMENTE Ñ TENHO PALAVRAS ESCLARECEDORES PARA DESCREVER OQUE SENTI,MAS REALMENTE SEI QUE ESSE TEXTO TOCOU AQUELE INTIMO QUE NEM EU MESMA SEI AO CERTO ONDE ESTA ESCONDIDO.....

    ResponderExcluir
  34. vc descreveu em detalhes, o que eu estava sentindo há alguns dias atrás... muito lindo e profundo!

    ResponderExcluir
  35. Cara, muito bom este texto. Gosto muito do seu blog e de ler as coisas escritas nele. Me identifiquei imensamente com este texto lindo. valeu. EMERSON

    ResponderExcluir
  36. Texto muito lindo e real. Li várias vezes e todas as vezes as lágrimas vieram também. Sofrido e emocionante. Parabéns!

    ResponderExcluir