domingo, 31 de julho de 2011

Olhos de poeta



Não posso reclamar das tragédias de minha vida, foram delas que tirei as melhores lições e inspirações. O que seriam de minhas vitórias se não houvessem as minhas derrotas?  E eu não sei até que ponto vai o meu masoquismo em busca de novas inspirações,  apenas sinto que devo me arriscar, se der certo  surge um sorriso, se não der nasce um poema. Sempre se ganha algo quando se vê o mundo com olhos de poeta. Onde as pessoas veem tristeza,  o poeta vê versos. Onde elas enxergam barreiras, ele vê estrofes. E quando elas se privam de ver o que o mundo tem de melhor, o poeta vê a poesia. Sim, ele não apenas a vê como a faz ser vista. Ele devolve as pessoas aquilo que precisava ser visto em palavras, aquilo que estava sempre ali para quem quisesse ver.

"O pior analfabeto é aquele que não sabe ler a poesia da vida" 

Luan Emilio Faustino  31/07/2011 - 13:21h

4 comentários:

  1. Lindo textoo Luh ,o texto é curto mas diz muito .Amei a frase ""O pior analfabeto é aquele que não sabe ler a poesia da vida" porque sinceramente não existe melhor poesia que a da vida ><
    Camila

    ResponderExcluir
  2. Mais um texto perfeito... disse tudo Luan, mais uma vez... adorei a frase fnal do texto... perfeita... abçs poeta!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Luan, de onde você tira tanta perfeição? Esse foi talvez o texto mais perfeito que você já fez. Acho que é porque foi o texto que mais me encaixei. Afinal, eu escrevo também. Não tão bem quanto você, mas esrevo. Nós, pessoas, temos muito disso né. A gente tende achar mais bonito tudo aquilo que cabe na gente. Que entra em nossa vida. Parabéns mais uma vez.

    ResponderExcluir